VIVER NO AGORA – Em busca a autocura II

Em resposta aos questionamentos do texto anterior, muitos acreditam que o que mudou foi o aumento da poluição, desenvolvimento industrial, agrícola, destruição ambiental entre outros, isso pode ter causado danos ao ecossistema fazendo com que a população ficasse doente.

Outra visão que pode surgir também é a questão dos meios de comunicação incentivarem a má alimentação, e maus hábitos, serem os causadores dessas doenças (modernas). Não deixa de ser uma verdade, pois realmente tudo isso aconteceu mas, são tantos os argumentos que acostumamos dar para todas as doenças que ocorrem, que não percebemos que atrás de tudo isso existe algo muito maior que é a base e a causa de todas essas doenças e problemas que enfrentamos.

A tendência humana é exteriorizar a causa, pois é basicamente mais fácil, estar doente e tomar um remédio que a dor passa, mas a doença continua ela volta. Porque?

Porque hoje há tantos tratamentos para câncer que não tem cura?

Qual a diferença entre um organismo e outro, se funcionam para alguns e outros não? Existe uma diferença e o que não percebemos é que essa diferença está no interior de cada pessoa.

Em nosso interior existe a força auto “creadora” onde podemos modificar todo o nosso “exterior”. Somos exteriormente falando o reflexo de nossos sentimentos e pensamentos.

Para quem está pela primeira vez lendo sobre isso pode causar um certo espanto, mas aos poucos deixaremos claro toda essa teoria é mais real que imaginamos ser.

Então se estamos hoje doentes a culpa é inteiramente nossa, mas não no sentido de nos sentirmos culpados por isso, mas sim de conscientizarmos que a responsabilidade é toda nossa e é essa responsabilidade que nos dará a cura propriamente dita.

Essa energia curadora precisa vir do interior de nosso ser e alcança-la é basicamente simples, mas nós não entendemos como funciona, portanto complicamos toda essa questão porque tem muitas coisas a serem trabalhadas e constituídas, antes de iniciar um trabalho curador propriamente dito.

Em primeiro lugar precisamos entender a necessidade de estar realmente presentes em todos os momentos, criar consciência exata do que estamos fazendo. Não realizar nada mecânico, pois nosso corpo trabalhando mecanicamente é como um barco sem leme, direcionado pelas emoções acaba sendo regido para a autodestruição.

Sobre essa autodestruição que iremos falar na próxima semana. Grande abraço, obrigada.

Categories: Destaques,Saúde e Bem Estar