Uma casa que brilha e traduz o espírito de Natal

Decorar a casa é muito mais que tradição para  a Gisele e dona Nonô  há mais de 20 anos

Há mais de 20 anos elas compram ou ganham artigos, de amigos e visitantes que quando encontram algo diferente, relacionado ao Natal, trazem de presente, então, elas adicionam com carinho na decoração.

Algumas pessoas encontraram uma motivação maior para enfeitar a casa este ano. Diferente, entretanto, é o caso das Fraiburguenses Gisele e Nonô, moradoras do centro da cidade. Para elas, deixar a casa com o clima de Natal vai além da tradição e envolve os amigos os filhos os netos e muita dedicação.

 

A decoração de Nonô não é apenas uma árvore e algumas luzes, mas sim, todos os cômodos, cada cantinho tem um detalhe, e os espaços vão ganhando novos e antigos artigos e enfeites neste período, que ao todo leva até três dias para deixar tudo organizado

Elas possuem uma coleção vasta de papais-noéis, modelos variados, muitos presépios, árvores, luzes, que aos poucos vão ganhando lugar em todos os espaços da casa. Mas, o artigo que mais nos chamou a atenção é a imagem de nossa senhora ainda grávida.

 

Nonô contou-nos que o seu acervo não foi adquirido de uma vez só. “São mais de 20 anos comprando ou ganhando de amigos e visitantes que quando encontram algo diferente relacionado ao Natal, nos trazem de presente, então, nós adicionamos com carinho na decoração’’, Comenta Gisele

Enfeitar a casa no Natal para receber familiares e amigos, sempre foi uma prática própria da família e a cada ano a decoração é diferente quase nunca repetindo os adereços. Mesmo assim Gisele afirma que nunca participaram de concursos, que é mais para satisfação pessoal.

 

Este ano haviam rumores de que a cidade estaria muito bonita para o Natal e, como ela (Nonô) é entusiasta da época, caprichou ainda mais na sua decoração como se isso fosse possível.

 

Perguntamos a Nonô e a Gisele: De onde vem tanta inspiração?

 

Todos os anos e lá se vão mais de 20, enfeitamos a casa, sendo que atualmente decoramos várias árvores como é de costume. Mas, uma delas tem um significado muito especial para nós. Por ser uma árvore feita com uma rede de pesca fabricada manualmente por meu pai, quando descobriu que estava com câncer e passava o tempo tecendo ela, já fraquinho, e eu pedi a ele que fizesse ou me ensinasse a fazer, no entanto ele preferiu fazer sozinho.

O que ele não imaginava é que aquela rede tecida com tanto carinho dentro das suas limitações, se tornaria pra mim um símbolo de amor, de aprendizado, de carinho.

E na simplicidade que ele nos criou nos ensinando a valorizar essa data desde a infância onde ele buscava no mato uma árvore que era enfeitada pensando no verdadeiro significado do Natal, que é o nascimento de jesus, esse foi o ensinamento que ficou gravado no meu coração e que vou levar pra vida toda e pensando sempre em uma maneira de manter a memória do meu pai viva em meu coração, aquela rede feita por ele, hoje é uma árvore de Natal que nos lembra do nascimento de jesus”, relata Nonô emocionada.

Imagens: Arquivo Revista Evva  –  Texto: Jerusa Moreira – Jornalista 5937/SC

Categorias: Cultura e Educação,Destaques,Revista Evva