Tudo o que você precisa saber sobre sisos

Os dentes do siso ou terceiros molares são os últimos dentes a se desenvolverem no ser humano. Normalmente, eles rompem a gengiva entre os 16 e os 21 anos de idade, um em cada canto, no fundo da boca.

Por conta das alterações evolutivas e dos hábitos, algumas pessoas não têm maxilas e mandíbulas grandes o suficiente para acomodar os últimos dentes da arcada dentária. Sem espaço, eles permanecem inclusos ou mal posicionados. Em qualquer um desses casos, o siso pode alterar o alinhamento dos dentes e gerar sobreposição dos dentes (apinhamento).

Quando um siso erupciona mal posicionado, por sua vez, há uma natural dificuldade em higienizar a boca, o que pode causar cáries e reabsorções das raizes dos dentes vizinhos. Outro quadro possível é o que chamamos de pericoronarite: uma infecção ao redor do siso, causadora de fortes dores, dificuldade de abertura de boca (trismo) e inchaço (edema).

Em qualquer um desses casos é preciso procurar um cirurgião dentista. Ele indicará o tipo de procedimento mais adequado ao seu caso. Caso ainda não tenha notado a erupção dos seus sisos, procure fazer uma radiografia panorâmica  e, junto com seu dentista, acompanhe o desenvolvimento deles. Desta forma, previna-se de sustos.

Para finalizar, um resumo de quando a extração dos sisos é indicada:

  • Erupção parcial do dente (semi-incluso);
  • Cárie recorrente no siso ou dente vizinho;
  • Pericoronarite/Inflamação no local;
  • Dificuldade de higiene/Mau hálito;
  • Indicação protético/Ortodôntica;
  • Dor;
  • Cistos/Tumores;
  • Apinhamento dos dentes.

Até a próxima!

Categories: Saúde e Bem Estar