TUDO O QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE CLAREAMENTO DENTAL

Ter os dentes brancos é o desejo de 10 entre 10 pessoas. O clareamento dental é um procedimento não invasivo, que tem como objetivo tornar os dentes mais claros.
Aplica-se um gel que possui agentes clareadores (Peróxido de Hidrogênio ou Carbamida) em diferentes concentrações, dependendo da técnica utilizada por seu dentista.
Este gel aplicado não confere riscos as estruturas dentais e tecidos moles, desde que seja supervisionado por um dentista e aplicado de forma correta.

QUAIS SÃO OS MÉTODOS MAIS COMUNS?

Existem três métodos seguros para podermos clarear os dentes, são eles:

1. Clareamento dental com moldeiras (clareamento caseiro)

Neste método são confeccionadas duas moldeiras personalizadas, incolores e confortáveis ao uso, uma para a arcada superior e uma para a arcada inferior. O paciente deverá usar essas moldeiras com o gel clareador de baixa concentração. Todo este processo deverá ser supervisionado pelo seu dentista e a colaboração do paciente é fundamental.

2. Clareamento de consultório

Este método é utilizado geralmente para aqueles que têm pressa, pois há grande alteração de cor em um curto espaço de tempo. A aplicação do gel clareador em alta concentração é feita diretamente sobre o esmalte dentário (com ou sem aplicação de fontes de luz). Este método precisa de proteção às estruturas adjacentes ao dente (gengiva, lábios e bochecha).

3. Associação de métodos

Neste caso, são utilizados os dois métodos descritos anteriormente. No início, são realizadas em média duas consultas do clareamento em consultório para um resultado inicial mais rápido. Depois, completa-se o tratamento com o uso do gel clareador com moldeiras. Com essa associação, o tempo de tratamento é mais curto e o resultado do clareamento dura por mais tempo.

O CLAREAMENTO PODE SER FEITO POR QUALQUER PESSOA?

Sim. No entanto vale ressaltar que o gel clareador não atua em dentes endodonticamente tratados (com tratamento de canal) e em materiais restauradores, como resinas, metal, porcelanas e acrílico. No segundo caso, o paciente deverá estar ciente que após a conclusão do tratamento precisará substituir as restaurações pré existentes, sejam elas de resina ou porcelana. Por isso, um bom planejamento é peça chave para que ao final do tratamento o sorriso fique harmônico e todos os dentes alcancem a mesma cor.

EXISTEM RESTRIÇÕES DURANTE O TRATAMENTO?

É rigorosamente contraindicado o consumo de bebidas e alimentos com corante, natural ou artificial durante o tratamento, pois eles podem manchar os dentes. Alguns exemplos: tabaco, Coca-Cola, café, vinho tinto, molho vermelho, chocolate preto, vinagre balsâmico, suco de uva, beterraba.

E CONTRA-INDICAÇÕES?
Gestantes e lactantes: como não existem estudos sobre os efeitos dos produtos utilizados no clareamento a fetos e bebês, recomenda-se adiar, nesses casos, o procedimento.
Crianças: o processo de formação das raízes dos dentes permanentes precisa estar completo para o início do procedimento de clareamento. O ideal, portanto, é esperar até os 15/16 anos, em média.

MUITO IMPORTANTE! Não use produtos de procedência duvidosa! O dentista é o único profissional capacitado para indicar o melhor produto e a concentração indicada para o seu caso. Atenção também às pastas de dentes, aquelas que prometem clarear os dentes são excessivamente abrasivas e podem danificar o esmalte do dente, que não se regenera.
E, por fim, não faça o tratamento sem o acompanhamento de um dentista!

Até breve!

Dra. Ana Maria Bigolin Tussi

Clinic Dent – Clínica Odontológica

Rua Arnoldo Frey, 593 – próximo à Cantina Nono Vito

 

Categorias: Notícias,Saúde e Bem Estar