Já na sua 9º edição o café do RFCC foi um sucesso

 

No mês de outubro a Rede FCC Fraiburgo realizou mais uma edição do já tradicional Café Colonial que aconteceu no sábado 07, ás 20h 00 no Restaurante Beira Lago. Na ocasião foi servido diversos tipos de doces e salgados acompanhado de uma deliciosa sopa de agnoline além do chá e do CAFÉ.

O início do evento foi marcado pela emoção, pois as rosinhas dedicaram uma linda homenagem a Janete Ronnau. Uma “rosinha” guerreira que infelizmente nos deixou precocemente em outubro de 2016. Em seguida foi servido o café e durante esse período foi sorteado vários brindes oferecidos por colaboradores da Rede Feminina de combate ao Câncer. Duas novidades boas também foram compartilhadas pelas ROSINHAS com o público presente. A primeira foi a presença da prefeita Claudete Gheller Mathias, que prometeu “cuidar com carinho do pedido para ceder um espaço mais amplo para os trabalhos desenvolvidos pela Rede. A segunda, foi a doação feita pelo vereador Altamir Silva (Sargento Altamir), no valor de R$1000,00 Mil reais para colaborar no prosseguimento dos trabalhos efetuados pelas ROSINHAS.

 

Parabéns a todas as voluntárias, familiares, sociedade fraiburguense, que compareceram e prestigiaram o acontecimento.

O movimento conhecido como Outubro Rosa nasceu nos Estados Unidos, na década de 1990, para estimular a participação da população no controle do câncer de mama. A data é celebrada anualmente em todo mundo, com o objetivo de compartilhar informações sobre o câncer de mama e promover a conscientização sobre a importância da detecção precoce da doença.

Lembramos que ainda estão sendo vendidas as camisetas, pelo valor de R$20,00.  Você pode adquirir uma que as voluntárias:  Janete Ribeiro Marques, Inês Girardi Silva, Rosilda Lopes Macedo, Marli Bierhals, Tânia Marques Gomes, Ziza. Noelci Carminatti, Adriana Richter Medeiros (lotérica Medeiros), Elenice Godoi, Izaira Forest, Eliana Ribeiro Maciel, Nilda C.  Marafon, Alzira de F. dos Santos Jombra. Ana Cláuda, Édina Borrachini, Denise C. França, Dulci R Bilibio, Rossana da Auto Escola e as demais voluntárias.

 

Quando as mãos se entrelaçam as dores diminuem.

Texto e imagens: Jeruza Moreira | Jornalista

Categories: Cultura e Educação,Destaques,Saúde e Bem Estar

Tags: ,,,