ENERGIA ESTRANHA NO AR

Tudo anda tão quieto;
Tudo está tão calado;
Até mesmo o vento – parado;
Neste lugarejo incerto!

Há uma expectativa estranha…
Não sei o que é, só sinto;
Se eu disser que sei, eu minto;
Mas há uma vontade tamanha!

Parece que quem sonhava, acordou;
E o que ele segurava, soltou;
E o universo parou para olhar…

E nessa cidade tão pacata;
Há na madrugada calada
Uma energia estranha no ar!

Poeta Eduardo Bechi

https://www.facebook.com/poetaeduardobechi

Categorias: Cultura e Educação,Revista Evva